Como escolher o melhor método de tratamento de água?

Você sabia que, para tratar a água e torna-la mais pura existem métodos variados? Eles se baseiam na qualidade da água que deverá ser tratada e também na tecnologia disponível. Hoje, são usados métodos como carvão ativado granulado, bloco sólido de carbono, osmose reversa, destiladores, entre outros. Para saber a melhor opção é preciso entender as suas necessidades.
Porque temos de tratar a água?
O tratamento de água possibilita torna-la potável e também possível de ser utilizada sem significar riscos a nossa saúde. Com o tratamento adequado da água, pode-se prevenir a transmissão de doenças por microrganismos patogênicos, controlar o sabor desagradável e o aparecimento de partículas, remover a cor excessiva da água e a turvação e extrair os químicos e minerais dissolvidos. Além disso, diminuir drasticamente a probabilidade de ter que chamar uma empresa de desentupimentos Lisboa ou desentupimentos Cascais.
Qual a origem da água que será tratada?
Antes de iniciar qualquer procedimento, você deverá saber de onde é proveniente a água que irá tratar. Se você recebe água tratada do município, poderá usar um filtro convencional para torna-la potável, porém, se a sua residência é abastecida por um poço, suas necessidades podem ser diferentes.
Como tratar e quais os cuidados devo tomar com a minha água de poço?
Antes de qualquer passo, você precisa descobrir se a água do seu poço é clorada, porque a cloração destrói bactérias e vírus, mas a água não poderá ser consumida dessa forma. Se a sua água for clorada, você poderá retirar o cloro com um sistema de pré-filtração na casa ou com acessórios removedores de cloro nas casas de banho. Na cozinha, é possível usar um sistema de água potável de bloco sólido de carbono.
Minha água não é clorada, e agora?
O ideal é clorar o seu poço, pelo menos, uma vez por ano, de preferência antes da primavera. Porém, é bom realizar o procedimento novamente caso note: presença de bactérias na água, mudança de cor, cheiro ou sabor, se o poço for novo ou tiver passado recentemente por consertos e instalações de tubos e se o poço foi contaminado por águas de enchentes ou de chuvas.
Você poderá realizar a cloração do seu poço sozinho ou chamar uma equipa especializada. Na internet, é possível encontrar vários sítios com o passo a passo da técnica. O importante é estar preparado para ficar até um dia sem água, pois o cloro deverá agir por, no mínimo, 12 horas.
Minha água de poço apresenta matéria orgânica, turvação ou outro tipo de sujeira:
Isso pode acontecer em poços mais antigos ou com revestimento inadequado. Se você estiver a enfrentar essa situação, instale um pré-filtro de 10 a 15 microns para remover as partes maiores, antes que elas adentrem pelas canalizações da sua residência e cheguem as suas torneiras.
Conheça o seu entorno:
Pesquise em sítios específicos sobre os relatórios de segurança da água em sua localidade e também sobre a incidência de contaminantes na água da sua cidade. É importante saber como está a água nos rios, leitos e lençóis freáticos para poder programar tratamentos específicos no seu poço.
Há risco de contaminação por pesticidas?
Além de saber sobre a qualidade da água na sua região, descubra se o seu poço está localizado em uma área propensa a contaminação subterrânea por pesticidas, herbicidas e fertilizantes. Normalmente, as áreas agrícolas estão mais suscetíveis a apresentarem esse problema.
Como é o seu poço?
Fique atento, pois poços rasos ou cavados podem apresentar contaminação por pesticidas, derramamento de petróleo e até excrementos de animais. Porém, essa contaminação pode ser retirada com o uso de filtros especiais, por isso, é muito importante conhecer o tipo de poço que você possui.
Alguém da sua família apresenta problemas respiratórios ou asma?
Se isso acontecer, fique atento, pois deverá instalar um pré-filtro em sua casa. O aparelho deve ser capaz de remover 80% (ou mais) da entrada de cloro em suas canalizações. Outra opção é instalar um chuveiro com filtro de cloro em cada casa de banho.
Como tratar a água que recebo do abastecimento de minha cidade?
Em muitas cidades, a água que vem pelas canalizações é tratada e pode até ser consumida. Porém, o ideal é que você sempre faça algum tipo de tratamento antes, para se certificar de que não haverá problemas, pois, muitas vezes, poderá haver contaminação na caixa-de-água ou nas tubagens.
Contaminação por tubagens de ferro ou de cobre:
Muitas casas antigas ainda possuem canalizações feitas com tubos de ferro ou de cobre. Com o tempo, esses tubos podem enferrujar e contaminar a água que chega até a sua casa, tornando-a imprópria para o consumo. Em alguns casos, é possível notar a olho nu a ferrugem presente na água. Se você estiver a enfrentar esse problema, o ideal é trocar todas as canalizações por materiais mais modernos como PVC. Também use um filtro específico para esse caso.
Sujeira no reservatório de água:
O reservatório de água das casas e dos edifícios, muitas vezes, não são fechados como deveriam e permitem a entrada de resíduos sólidos e até animais- que acabam morrendo no local e contaminando a água que abastece o seu lar. Para evitar isso, mantenha sua caixa-de-água fechada (com tampa específica) e não se esqueça de realizar uma limpeza periódica no reservatório para eliminar qualquer foco de contaminação.
Água com flúor:
Em algumas cidades, o tratamento de água inclui a adição de flúor, que, quando ingerido, ajuda a proteger os dentes e evitar cáries. Porém, algumas pessoas podem apresentar reações alérgicas a ele, além de não ser bem tolerado por idosos. Se você precisa consumir uma água totalmente sem flúor, use a tecnologia de osmose reversa com bloco de carbono sólido.
Qual a diferença de água mineral e água potável?
A água potável é toda aquela que pode ser consumida pelo ser humano sem o risco de contrair doenças, entre elas está a água mineral. A diferença é que a água mineral é extraída de fontes naturais e algumas têm ação medicamentosa.
Porém, antes de beber uma água mineral é preciso ter certeza da sua origem, já que algumas minas podem estar contaminadas e significar um risco a sua saúde.

Share Button

Deixar uma resposta